Há dois sem três
Austeridade inteligente

Modelos

Pergunta bem "O Expresso", o que resta do cenário macroeconómico do PS de 2015, ano e meio depois? Metade, previa este blogue à data do lançamento do dito cenário. O que terá acontecido, mais coisa menos coisa. Foi todavia uma boa jogada política, uma resposta na moeda do debate económico da altura. Mas o que interessa mesmo é isto: deixámos de ser governados por modelos. Nenhum país o é, dentro e fora da Europa. Era tudo uma invenção do FMI, a que Portugal foi sujeito. Próximo passo? Perceber que não há "orçamentos de crescimento", como os de que se fala por aí. Lá chegaremos também. Para um dia, claro, voltar outra vez atrás.

Comments

Feed You can follow this conversation by subscribing to the comment feed for this post.

Verify your Comment

Previewing your Comment

This is only a preview. Your comment has not yet been posted.

Working...
Your comment could not be posted. Error type:
Your comment has been posted. Post another comment

The letters and numbers you entered did not match the image. Please try again.

As a final step before posting your comment, enter the letters and numbers you see in the image below. This prevents automated programs from posting comments.

Having trouble reading this image? View an alternate.

Working...

Post a comment

Your Information

(Name is required. Email address will not be displayed with the comment.)